• Biblioteca.jpg
  • fotobanner9.png
  • fotobanner13.png
  • fotobanner43.jpg
  • uff.png

A Escola de Engenharia Industrial Metalúrgica de Volta Redonda foi fundada em 17 de julho de 1961 pelo Presidente da República Jânio Quadros, como parte de Universidade Nacional do Trabalho, praticamente nos primórdios da operação da Cia. Siderúrgica Nacional, marco da modernização tecnológica do Brasil que atraiu para a região diversas indústrias metalúrgicas, mecânicas, fundições e especialistas afins. A EEIMVR foi criada com o intuito de graduar Engenheiros Metalúrgicos, em cuja formação tivesse havido grande interação prática com a indústria. Esta foi a razão pela qual o curso foi estabelecido em Volta Redonda, face às oportunidades oferecidas então pela Companhia Siderúrgica Nacional, numa época em que a siderurgia despontava como futuro objetivo de pesados investimentos pelo governo brasileiro, para cuja consecução haveria necessidade de absorção de grande número de especialistas. Esta vocação manteve-se ao longo do tempo, culminando com o curso de Mestrado em Engenharia Metalúrgica, também criado através de convênio entre UFF e CSN, em 1994, e o curso de Doutorado, que iniciou em agosto de 2000. Um marco significativo foi a implantação do curso de extensão Lato Sensu “MBA - Estratégia Industrial e Gestão de Negócios”, cuja demanda suplantou as expectativas, sendo ofertado já pelo oitavo ano consecutivo. Para coroar todos estes avanços, em 2001 tiveram início os cursos de graduação em Engenharia Mecânica e de Produção.

Em 1996, tínhamos 43 professores distribuídos em dois Departamentos. Num primeiro esforço para o melhor aproveitamento dos docentes, foi trazido para Volta Redonda, em 1997, o Ciclo Básico da Engenharia que, até então, era realizado somente em Niterói. Este trabalho permitiu aumentar a relação aluno/professor na graduação, de 2,1 para 6,4 (279 alunos no segundo semestre de 1999 contra 93 alunos em 1996).

A partir dessa consideração e outras relativas às necessidades mercadológicas e, em consonância com as diretrizes governamentais e da própria UFF, a EEIMVR não poupou esforços para viabilizar a implantação dos cursos de Engenharia de Produção e de Engenharia Mecânica que se iniciaram no primeiro semestre de 2001. As grades curriculares de ambos os cursos foram compostas a partir de discussões da comissão indicada para esse fim, de forma que cerca de dois terços da extensão das grades dos cursos de Engenharia de Produção, de Engenharia Mecânica e de Engenharia Metalúrgica fossem iguais.

Com a implantação dos cursos de Engenharia Mecânica e de Engenharia de Produção, a relação aluno/professor da EEIMVR, saltou de 6,4 em 2000 para 15,6 em 2004 (contamos hoje com mais 1600 alunos e 46 professores). Portanto, a relação de 15,5, inicialmente prevista para 2005, já foi superada. Hoje a região Sul Fluminense é prospera e desenvolve tecnologia de ponta no setor metal-mecânico, tornando a região uma das mais desenvolvidas e progressistas do Brasil. Os professores e alunos da EEIMVR vêm acompanhando esta evolução, participando, absorvendo e influindo nesta transformação, através da interação com as principais empresas da região, como a Votorantim Siderurgia, com uma usina em Barra Mansa e outra em Resende, Companhia Siderúrgica Nacional, Indústrias Nucleares do Brasil, Saint Gobain, Fábrica de Cimento Tupy, Volkswagen, Thyssenkrupp Fundições e Peugeot-Citröen, entre outras, com as quais temos convênio, estabelecendo parcerias e viabilizando vagas de estágios para os nossos alunos.

Login

Busca